segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

O CICLO CÁRMICO PESSOAL:


O CICLO CÁRMICO PESSOAL
As vidas terrestres que você vivencia fazem parte de um ciclo maior da sua alma. Este
ciclo foi estabelecido para lhe permitir experimentar completamente a dualidade.
Dentro deste ciclo, você experimentou como é ser homem, ser mulher, ser saudável,
ser doente, ser rico ou pobre, ser “bom” e “mau”. Em algumas vidas, você esteve
intensamente envolvido com o mundo material, sendo, por exemplo, um fazendeiro,
um trabalhador braçal ou um artesão. E houve outras vidas mais espiritualmente
orientadas, onde você levou dentro de si uma forte conscientização da sua origem
espiritual. Nessas vidas, muitas vezes você foi atraído pelos chamados da religião.
Também houve vidas nas quais você explorou o domínio mundano do poder, da
política, etc.. E pode ter havido vidas dedicadas à sua expressão artística.
Freqüentemente, as almas tendem a se especializar um pouco, ao longo de todas
essas vidas. Isto pode ser claramente reconhecido em pessoas que possuem um dom
natural em uma área determinada. Desde criança, parece que elas têm um potencial
nessa área, o qual só precisa ser contatado no momento oportuno, para depois se
desenvolver facilmente.
As almas dos Trabalhadores da Luz muito freqüentemente são atraídas para vidas
religiosas, tendo vivido numerosas vidas como monges, freiras, sacerdotes, xamãs,
bruxas, espiritualistas, etc. Elas foram levadas a ser intermediárias entre os mundos
material, físico, e os reinos espirituais. E assim elas desenvolveram uma “habilidade”
nestes campos. Se você sente este chamado, este forte impulso para envolver-se com
a espiritualidade, mesmo que isso não se ajuste à sua vida diária normal, isto pode ser
um sinal de que você faz parte desta família de Trabalhadores da Luz.
Viver na Terra lhe dá uma oportunidade de experimentar inteiramente como é ser um
humano. Agora, você poderia perguntar: o que há de tão especial em ser um humano?
Por que eu quereria experienciar isso?
11
A experiência humana é tão variada quanto intensa. Quando você vive uma vida
humana, está temporariamente imerso em um irresistível campo de sensações físicas,
pensamentos e sentimentos. Devido à dualidade inerente a este campo, há grande
contraste e intensidade em suas experiências ‒ muito maiores do que quando você
está nos planos astrais, como vocês o chamam. (Estes são os planos nos quais vocês
entram depois que morrem e onde permanecem entre uma e outra vida). Deve ser
difícil para você imaginar isto, mas muitas entidades do nosso lado adorariam estar no
seu lugar. Elas adorariam ser um humano, ganhar experiência humana. A experiência
humana possui um tipo de realidade cujo valor é inestimável para elas. Embora elas
possam criar incontáveis realidades com o poder da sua imaginação, isto lhes dá
menos satisfação que a criação de uma realidade “real” na Terra.
Na Terra, o processo de criação freqüentemente é uma luta. Você geralmente
encontra muita resistência para realizar os seus sonhos. O tipo de criação mental no
mundo astral é muito mais fácil. Não existe um intervalo de tempo entre pensar em
algo e a criação real disso. Além disso, você pode criar qualquer realidade que quiser
ou na qual puder pensar. Não há limites. No momento em que você imagina um lindo
jardim, ele já está aí para que você entre nele.
Fazer nascer uma idéia na Terra e torná-la realidade no mundo material é um grande
esforço. Exige uma forte intenção, perseverança, clareza mental e um coração
confiante. Na Terra, você tem que lidar com a lentidão e a obstinação do mundo
material. Você tem que lidar com seus próprios impulsos contraditórios, com as
dúvidas, o desespero, a falta de conhecimento, a perda da confiança, etc. O processo
de criação pode ser obstruído ou até falhar por causa de qualquer um destes
elementos. No entanto, são estes problemas potenciais, e até mesmo os fracassos,
que fazem com que a experiência de vida terrestre seja tão valiosa. Neste processo,
os desafios que você encontra são seus maiores mestres. Eles dão à sua experiência
terrestre uma dimensão tal, que a faz muito mais profunda e ampla que o fácil
processo de criação nos planos astrais. Esta facilidade gera falta de motivação.
(Voltaremos a este tema mais abaixo). As entidades astrais, que ainda não
experimentaram vidas sobre a Terra, sabem e entendem isto.
Muitas vezes você se desanima, se desespera, devido à natureza não
condescendente da sua realidade. Muito freqüentemente, a realidade não corresponde
12
aos seus desejos e esperanças. Muito freqüentemente, seus propósitos criativos
parecem acabar em dor e desilusão. Entretanto, você vai encontrar a chave para a paz
e a felicidade em algum ponto do seu caminho. Você a encontrará dentro do seu
próprio coração. E quando isso acontecer, a alegria que lhe advirá não será
comparável a nada do que é criado nos planos astrais. Será o nascimento da sua
maestria, da sua divindade.
O êxtase que você experimentará, quando sua divindade despertar, lhe proporcionará
o poder de curar a si mesmo. Este amor divino vai ajudá-lo a se recuperar das dores
profundas que você sofreu, ao longo das suas vidas na Terra. Depois disto, você será
capaz de ajudar a curar outros que passaram pelas mesmas provas e dificuldades.
Você reconhecerá a dor deles ‒ você poderá vê-la nos olhos deles. E será capaz de
guiá-los em seu caminho para a divindade.

Nenhum comentário: